Notícias

A Itália que queremos

Italianos no exterior Porta (PD): os consulados na América do Sul mais de 3 milhões de euros, aqui estão as cidades envolvidas

16.03.18

Fábio Vicenzi Deputado Itália 2018

Italianos no exterior, Porta (Pd): aos consulados na América do Sul mais de 3 milhões de euros, aqui estão as cidades envolvidas
"80% dos recursos destinados a eliminar existências e melhorar os serviços consulares". Fabio Porta, presidente do Comitê Italiano no mundo na Câmara, está satisfeito com o trabalho realizado.

"Satisfação pelo trabalho realizado", disse Fabio Porta, Presidente do Comité Permanente para os italianos no mundo e a promoção do Sistema País, após a confirmação por parte do Ministério dos Negócios Estrangeiros da transferência para os consulados dos valores obtidos através da contribuição de 300 euros para pedidos de reconhecimento de cidadania.

"Estes são recursos importantes - continua o deputado cessante do Partido Democrata - que eliminam nos próximos meses as longas expectativas existentes hoje nos consulados, particularmente aqueles do Brasil e do resto da América do Sul; se considerarmos que, até o final de 2018 os mesmos consulados irão receber uma segunda transferência (a primeira é na verdade em relação a 2016 e ao primeiro trimestre de 2017) e que a partir de 2019 esses recursos continuarão a ser transferidos regularmente para consolados, é claro que estamos enfrentando pela primeira vez uma intervenção estrutural e resolutiva de um problema até agora nunca confrontado com determinação e previsão ".

"Mais de três milhões de euros aos consulados da América do Sul *; Para o consulado de São Paulo, são alocadosmais de 400 mil euros, 335 mil para Buenos Aires, 167 mil euros para o Uruguai e 72 mil euros para a Venezuela: todo o dinheiro - reitera o Hon. Porta–é destinado para a contratação de pessoal local, para a compra de equipamentos e, de qualquerforma, para ações capazes de melhorar os serviços aos nacionais italianos e reduzir as expectativas de longo prazo de cidadania e passaportes ".

"Um resultado ‘histórico’ - conclui o parlamentar - um importante ponto de partida no caminho de um investimento cada vez maior na plena cidadania dos italianos no exterior; não só serviços e passaportes, mas também informação, participação democrática, língua e cultura. Só assim os italianos no exterior e os itálicos serão um recurso real, não apenas um slogan a ser usado durante a campanha eleitoral ".

ONDE O DINHEIRO SERÁ ALOCADO:
* ARGENTINA: Buenos Aires (334,000); Rosário (197.000); Córdoba (183.000); Bahia Blanca (131,000); Mendoza (127,000); Lomas de Zamora (120.000); Idiota (110.000); La Plata (93,000); Mar del Plata (59,000).

BRASIL: São Paulo (407.000); Porto Alegre (382.000); Curitiba (295.000) Rio de Janeiro (168.000); Belo Horizonte (115.000); Recife (21.000); Brasília (7.000).

URUGUAI: Montevidéu (167.000);

VENEZUELA: Caracas (60.000); Maracaibo (22.000).

COLÔMBIA: Bogotá (53.000);

CHILE: Santiago (46.000);

PERU: Lima (32.000).

EQUADOR: Quito (15.000).

PARAGUAI: Assunção (12.000)