Quem é Fabio Vicenzi

A Itália que queremos

A Família

Natural de São José do Ouro, no norte do Rio Grande do Sul, morou ainda criança em Santa Maria e criou-se entre Farroupilha e Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, um dos principais centros da imigração italiana no Brasil.

Fabio Vicenzi, bisneto de agricultores imigrantes vindos de Sustinente (Mantova), na Itália, carrega no sangue o orgulho às origens e o sentimento de pertencimento à patria del cuore. Nascido em 1971, é advogado, casado e pai de duas meninas.

Herdou do pai, Dorival Vicenzi, ex-seminarista e conceituado Juiz de Direito, o compromisso com o trabalho, a igualdade, a religiosidade e o fortalecimento das raízes italianas. Raízes estas que ficaram ainda mais fortes com o sepultamento do pai na cidade natal dos Vicenzi na Itália, Sustinente (Mantova), que tanto amava.

Ainda criança, acompanhou as Festas do Centenário da Imigração Italiana no RS, em 1975, realizadas em Farroupilha (distrito de Nova Milano), que teve seu pai como um dos principais interlocutores, assim como a troca sucessiva de correspondências e visitas com as principais autoridades italianas que permaneceram a ele vinculadas, que lhe ajudaram a compreender e internalizar a cultura italiana dos dias de hoje.

Mora em Caxias do Sul com a família, cidade escolhida para criar suas filhas, mas concentra sua atividade profissional principal entre São Paulo e Roma, dividindo-se também entre Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife, onde mantém escritórios.

Obteve o reconhecimento da sua cidadania somente após voltar dos primeiros estudos feitos na Itália, tendo sofrido na própria pele todas as dificuldades para tanto. A cidadania italiana foi essencial para o desenvolvimento das atividades acadêmicas e de trabalho na Itália, com reflexos positivos até hoje em todos os âmbitos da sua vida.

O Trabalho

Foi professor de Direito Internacional Privado e Direito Regulatório e da Concorrência em prestigiosas universidades. Há mais de duas décadas atua como advogado e consultor internacional, com principal atuação no eixo Brasil-Itália, mas também em toda a América do Sul.

É sócio-fundador de um escritório de advocacia nacional e de uma consultoria internacional ítalo-brasileira, com sedes em São Paulo e Roma, mas também presente em Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife, igualmente atuante em toda a América do Sul.

Ao se mudar para São Paulo em 1999, passou a se relacionar com Professores do Departamento de Direito Internacional da USP/SP, vindo a se tornar mais tarde sócio de um deles. E em razão dos estudos e dos vínculos de trabalho com a Itália, foi acolhido na comunidade jurídica italiana de Direito Comparado, tendo atualmente como sócio na sua consultoria internacional importante professor italiano desta área.

Tem larga experiência na área de internacionalização de empresas italianas no Mercosul, gerando oportunidades e viabilizando vínculos entre empresas, universidades e profissionais, especialmente no eixo América do Sul-Itália.

Atuou fortemente nas missões do Sistema Itália (organizadas pelo Ministero dello Sviluppo Economico, Confindustria e Istituto per il Commercio Estero, em cooperação com o Ministério do Desenvolvimento Econômico Brasileiro e as Federações de Indústrias de diversos estados brasileiros), participando de diversos acordos e projetos bi e multi-laterais.

Vicenzi inovou concebendo e sendo o principal executivo do primeiro distrito industrial tecnológico ítalo-brasileiro denominado “Campus Empresarial”, localizado na Serra Gaúcha e com foco específico para instalação de empresas italianas em parceria com empresas locais. Este projeto, que conta com a assinatura de professores da Universidade de Roma I – La Sapienza, teve o apoio de entes públicos italianos e brasileiros e também de várias universidades para formação e pesquisa na área distrital. Coordenou ainda diversos projetos de cooperação para formação de italianos no Brasil em colaboração com o Ministero del Lavoro.

Preside a Delegação da Câmara Italiana de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro nos estados de Pernambuco e Paraíba, no Brasil, e é membro ativo das Câmaras Italianas de Comércio e Indústria de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. É Presidente da Associação Internacional de StartUps, com sede em São Paulo. Membro do Conselho Gestor do Proa/Tecnopuc da PUCRS, em Porto Alegre, um dos mais importantes parques tecnológicos da América do Sul. Sócio-Fundador da Sociedade de Estudos Jurídicos de Direito Comparado do Rio Grande do Sul. Também é membro do Instituto dos Advogados do RS. É inscrito como advogado na OAB/RS e na OAB/SP.

Considerado pela prestigiosa revista Milano Finanza, nas duas únicas edições especiais Brasil-Italia de 2012 e 2014, como uma das personalidades mais influentes entre os dois países.

Os Estudos

Dedicado e extremamente determinado, Vicenzi seguiu os passos do pai e se formou em Direito, tornando-se posteriormente um advogado com expertise internacional.

Em Caxias do Sul, foi aluno do Colégio La Salle Carmo, onde atualmente estudam suas duas filhas. Mais tarde, já na capital Porto Alegre, Fabio ingressou no Colégio Marista Nossa Senhora do Rosário, onde concluiu o ensino médio.

Em 1993, formou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e no mesmo ano cruzou o oceano em busca de suas raízes e da qualificação acadêmica e profissional na Itália. Na Universidade de Milão tornou-se especialista em Processo Civil e em Direito Comunitário Europeu.

Foi o início de uma carreira promissora e permeada pelo sucesso. Nos anos seguintes, obteve o título de Mestre em Direito Empresarial pela Universidade de Bolonha e, logo a seguir, fez Mestrado em Direito Contratual pela PUCRS. Mais tarde Fabio se tornou especialista em Direito da Regulamentação e das Telecomunicações pela Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo, e posteriormente foi titulado Doutor pela Universidade de Sassari em Direito e Economia dos Sistemas Produtivos.

Autor em diversas publicações no Brasil e no exterior relativas à realidade ítalo-sul-americana, entre eles “Know-how”, em “Il trasferimento di tecnologia nel diritto internazionale e comunitario”, Ed. Università di Bologna - KTÈMA, 1995; “I principali orientamenti in materia di trasferimento di tecnologia nei sistemi internazionali e nazionali sudamericani”, em “Il trasferimento di tecnologia nel diritto internazionale e comunitario”, Ed. Università di Bologna - KTÈMA, 1995; “Opportunità di Business in Brasile e nel Mercosul”, vários autores, na “Rivista Commerciale”, Ed. IPSOA, 1996; “A Livre Circulação de Mercadorias no Mercosul”, em “Mercosul: Globalização e Regionalização”, Coordenação de Paulo Borba Casella et all, Ed. LTr., 2000; “La disciplina dell'«união estável» nel diritto brasiliano”, em colaboração com Paolo Carbone, em “I contratti di convenienza” por Moscati e Zoppini, Torino, 2001, 223 ss. Autor do livro “Ius novorum in appello”, em fase de publicação.